Procedimento Buco Maxilar

ClasseII.jpg
 

O profissional que executa o procedimento buco maxilar é tem pós-graduação realizada em ambiente hospitalar, por um período que varia de dois a quatro anos de dedicação exclusiva. Por isso, conhece tudo sobre traumas de face e ossos do crânio.

Ele trata doenças e tumores da boca, corrige anomalias faciais como maxilar ou mandíbula muito grande, pequena ou desviada para os lados (assimetrias). Além disso, é ele quem cuida dos enxertos para reposição de osso perdido ou atrofiado na boca (maxilar e mandíbula), podendo também realizar implantes dentários.

Está apto a tratar de casos mais complexos de reconstrução facial. Dores faciais (na ATM) e problemas de apneia do sono também estão dentro da área de atuação do Cirurgião Buco-Maxilo-Facial.

Rogério Zambonato é um cirurgião Buco maxilar é o parte do quadro associativo que congrega os Cirurgiões Buco-Maxilo-Faciais do Brasil e está presente em mais de 1.200 cidades, em todo o território nacional, e tem atualmente mais de 1.500 especialistas afiliados.

Nós, cirurgiões bucais e maxilo-faciais, cuidamos de pacientes que apresentam problemas, como dores faciais ou de ATM (Articulação Temporo-Mandibular), os pacientes que sofrem de apnéia obstrutiva do sono e ronco, dentes retidos que não nasceram e a má posição entre os maxilares.

Tratamos também das vítimas de acidentes que sofreram traumas faciais, através de cirurgias reconstrutivas dos maxilares e implantes dentários, bem como pacientes com tumores e cistos dos maxilares, melhorando as condições funcionais e estéticas de toda a área maxilo-mandibular e seus anexos.

Com condições especializadas e conhecimentos na área do controle da dor, o cirurgião oral e maxilo-facial é capaz de prover cuidados de qualidade, com um máximo de conforto e segurança no hospital, ambulatório ou na clínica particular.